- Publicidade - spot_img
terça-feira, novembro 29, 2022
NotíciasPagamento de pensão brasileira na Itália

Pagamento de pensão brasileira na Itália

-

- Advertisment -spot_img

Após uma longa sequência de questionamentos, intervenções às autoridades competentes, pressões de todo o tipo que foram realizados nas legislaturas passada e presente, a entidade previdenciária brasileira (INSS) decidiu (a não ser que haja mudança de opinião de última hora, o que considero improvável) pagar através de crédito bancário em uma entidade bancária na Itália, à escolha dos interessados, as pensões brasileiras dos emigrados italianos no Brasil que sucessivamente retornaram à Itália.
Um tema que foi reapresentado há alguns dias por ocasião da reunião do Intercomitês do Brasil na presença do Embaixador da Itália, dos representantes consulares e dos Conselheiros do CGIE, o “Sistema Itália” como um todo declarou-se de acordo, na ocasião, em solicitar às autoridades brasileiras uma rápida e definitiva solução do problema.
Os novos procedimentos de pagamento entrarão em vigor em breve (dentro de dois meses, no máximo) colocando, assim, um fim a uma situação atípica e prejudicial que se arrasta há anos e que força (forçava) os titulares de pensão brasileira residentes na Itália a nomear um representante seu no Brasil para o recebimento de suas pensões através de uma organização local encarregada pelo INSS de efetuar os pagamentos. Essa modalidade de pagamento se demonstrou muito confusa e problemática devido aos atrasos e, algumas vezes, pela própria falta do pagamento em si. Os aposentados poderão então escolher alternativamente entre o pagamento em uma entidade bancária italiana de sua escolha ou o “Banco do Brasil” com sede em Milão. Os aposentados receberão uma carta do INSS e do “Banco do Brasil” onde serão informados do novo sistema de pagamento e orientados a preencher um formulário a ser entregue à “Agência da Previdência Social” de Belo Horizonte. Será pedida aos aposentados a transmissão anual do certificado de existência em vida. Uma notícia positiva, apesar de que somente para um restrito número de ex emigrados, mas que gratifica o empenho constante  dos patronatos e do associacionismo em prol das  coletividades emigradas no exterior e, nesse caso, que retornaram para a Itália, e estimula a continuar o trabalho para a solução de outros muitos problemas que se possa enfrentar nessa legislatura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Cultura

Dante Causa? Antenado? Quais as diferenças?

Qual é a diferença entre “Dante Causa” e “Antenato”? Você já ouviu esse tipo de nomenclatura em algum lugar? Existe uma...

Reconhecendo a cidadania italiana pós-pandemia

Com a aprovação da vacina contra a Covid-19 e o início da imunização em quase todos os países, ainda que...

União estável vale na Itália?

Quando a Lei italiana nº 76/2016, a “Legge Cirinnà”, entrou em vigor (esta que determina a união civil entre...

Thiago e Rafael Migliorini Tenório

Conosco as coisas aconteceram de um modo interessante, sinérgico e até fantástico. Nós decidimos na mesma semana que embarcaríamos...
- Advertisement -spot_imgspot_img

Danilo

"Quando decidi iniciar meu processo de cidadania Italiana, achei que tudo seria bem fácil, porque minha prima que morava...

Gabriele Menin

Sou modelo e reconhecer a minha cidadania italiana além de um sonho era importante para o meu trabalho, por...

Mais lidos

Imigração: dos campos às cidades

Embora a imigração italiana no Brasil fosse quase que...

Documentação exigida para o processo de cidadania

Documentação exigida para o pedido de cidadania italiana por...
- Publicidade -spot_imgspot_img

Você irá gostar tambémEspecial
Recomendados para você