- Publicidade - spot_img
segunda-feira, agosto 15, 2022
CuriosidadesItalianos em Minas Gerais

Italianos em Minas Gerais

-

- Advertisment -spot_img
Minas Gerais recebeu o terceiro maior fluxo de imigrantes italianos que foi para o Brasil, atrás somente dos estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul. Cerca de 60 mil italianos se dirigiram para esse estado durante o período da imigração. Bem semelhante ao estado de São Paulo, os italianos também foram atraídos para Minas Gerais com o objetivo de aumentar os braços para as lavouras de café. Mas os resultados da política de imigração em Minas foram bem menos significativos, uma vez que o estado compelia os imigrantes e os próprios fazendeiros a pagar parte da passagem de navio, enquanto o estado de São Paulo cobria todos os gastos. Por fim, em 1898 uma grave crise financeira atingiu o estado, que suspendeu a imigração subsidiada.

Minas passou a incentivar a vinda de italianos sobretudo a partir do ano de 1887. Todavia, foi só a partir de 1894 que o estado fez contratos que aumentaram o fluxo de imigrantes. Em 1895, entraram no estado 6.422 italianos, número que saltou para 18.999 em 1896, decrescendo para 17.303 em 1897. A partir de então, o número de imigrantes chegando ao estado caiu drasticamente (2.111 em 1898 e míseros 41 imigrantes em 1901).

Os italianos que foram para Minas provinham de várias regiões da Península. Os registros de imigrantes que foram para o município de Leopoldina mostram que eles provinham de quatorze regiões diferentes do norte, centro e sul da Itália. Minas Gerais foi o único estado brasileiro que recebeu número significativo de imigrantes da ilha da Sardenha, região italiana que pouco contribuiu com a imigração para o Brasil. Isso foi resultado de uma persistente propaganda para atrair imigrantes da Sardenha, embora a maioria tenha regressado para a Itália no prazo de dois anos. Minas Gerais também foi uma meta imigratória de muitos italianos da região da Emilia-Romagna, também fruto de uma propaganda agressiva que se deu na região, visando atrair mão de obra para as lavouras de café mineiras, sobretudo após a abolição da escravatura, em 1888.

Fonte: Wikipedia


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Cultura

Dante Causa? Antenado? Quais as diferenças?

Qual é a diferença entre “Dante Causa” e “Antenato”? Você já ouviu esse tipo de nomenclatura em algum lugar? Existe uma...

Reconhecendo a cidadania italiana pós-pandemia

Com a aprovação da vacina contra a Covid-19 e o início da imunização em quase todos os países, ainda que...

União estável vale na Itália?

Quando a Lei italiana nº 76/2016, a “Legge Cirinnà”, entrou em vigor (esta que determina a união civil entre...

Thiago e Rafael Migliorini Tenório

Conosco as coisas aconteceram de um modo interessante, sinérgico e até fantástico. Nós decidimos na mesma semana que embarcaríamos...
- Advertisement -spot_imgspot_img

Danilo

"Quando decidi iniciar meu processo de cidadania Italiana, achei que tudo seria bem fácil, porque minha prima que morava...

Gabriele Menin

Sou modelo e reconhecer a minha cidadania italiana além de um sonho era importante para o meu trabalho, por...

Mais lidos

Jéssica Borges

"Minha experiência com o Benvenuti Cidadania Italiana foi muito...

A famosa “Pasta da Família”

"O tempo do processo desenvolvido na Itália não será...
- Publicidade -spot_imgspot_img

Você irá gostar tambémEspecial
Recomendados para você